Ir para o conteúdo principal

Lista de tópicos

  • Apresentação

    Curso de Comunicação em Saúde para a Mudança Social e de Comportamento é organizado pela Escola de Activismo em Saúde, uma iniciativa da Aliança para a Saúde, que se constitui como uma rede de organizações em defesa do direito à saúde em Moçambique. Este curso conta com a colaboração das professoras / consultoras Lágrima Fabião Maússe e Juliana García Salinero, e o apoio técnico da medicusmundi, no âmbito do seguinte projecto: Convénio “Melhorar a saúde da população, com incidência nos seus Determinantes Sociais e especial enfoque na nutrição, através do fortalecimento dos Cuidados de Saúde Primários como a melhor estratégia para garantir o Direito à Saúde e a colaboração da sociedade civil, das instituições de pesquisa e do SNS – 2019-2022", financiado pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID) e pela Open Society Foundations.

    O Curso de Comunicação em Saúde para a Mudança Social e de Comportamento visa contribuir para o fortalecimento do Sistema Nacional de Saúde em Moçambique, através de, entre outras, duas estratégias:

    (1)    Sensibilizar os profissionais da saúde, activistas dos sectores sociais, futuros profissionais e activistas da importância da Comunicação em Saúde para a Mudança Social e de Comportamento na promoção da saúde e na prevenção e controlo das doenças prevalentes no país; e,

    (2)    Melhorar os conhecimentos, atitudes e habilidades dos profissionais da saúde, activistas dos sectores sociais e futuros profissionais e activistas, nas novas abordagens e estratégias relativas à Comunicação em Saúde para Mudança Social e de Comportamento.


    Dirigido a: membros da Aliança para a Saúde; activistas, dirigentes e técnicos/as de movimentos sociais e organizações da sociedade civil de diferentes áreas sociais e da saúde, como a defesa dos direitos humanos, os direitos das mulheres, o direito à saúde, ou o direito ambiental; profissionais de saúde de várias categorias, particularmente os/as directamente ligados à prestação de CSP; Profissionais de Comunicação Social e/ou Comunicação em Saúde; estudantes de cursos de saúde em Moçambique; ou outras pessoas que tenham um interesse específico e demonstrado nestas temáticas.